Fundação Cacique Cobra Coral explica chuva no segundo dia de Rock in Rio

Contratada pela organização do Rock in Rio para impedir que o festival fosse atingido por chuvas, a Fundação Cacique Cobra Coral (FCCC) justificou agora há pouco, através de e-mail, o mau tempo de sábado. A equipe não conseguiu entrar na Cidade do Rock, porque o carro que a transportava não estava credenciado. De acordo com a nota, “ontem (sábado), tínhamos 30 minutos para entrar na Cidade do Rock, fazer o que precisava ser feito e voltar à nossa base, montada na cidade, para distribuir a chuva por toda a cidade, para evitar enchentes. Por falta do adesivo no carro, não tivemos acesso. Com o tempo escasso, retornamos à base e priorizamos a cidade”.

A médium Adelaide Scritori afirma incorporar o espírito do Cacique Cobra Coral, entidade capaz de influenciar no tempo.

Fonte: Globo.com

As perguntas que não querem calar:
1- Se a tal Adelaide é médium, por que não previu que a equipe não conseguiria entrar a tempo?
2- Por que não previu que que o carro não estaria credenciado?
3- E se previu isso, por que não passou um e-mail para São Pedro, Morgan Freeman ou Jim Carrey para evitar a chuva?

E o Chico Xavier, hein? Perdeu uma grande oportunidade para dizer à amiga de “profissão” que não aceitasse tal exposição. Vai ver estava muito ocupado enviando roteiros psicografados para J.J. Abrams.

Mensagem navegação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *