Michael Jackson parecia doente terminal, diz paramédico a júri

O cantor Michael Jackson estava pálido, magro e parecia um paciente terminal no dia da sua morte, em 2009, disse um paramédico de Los Angeles nesa terça-feira (30) ao júri de um processo civil que tem como réus os produtores de uma série de shows que ele pretendia fazer em Londres.

Richard Senneff, primeira testemunha a depor no caso, disse que inicialmente não sabia que a pessoa deitada de pijama num leito da mansão alugada em Los Angeles era o mundialmente famoso cantor pop.

“O paciente me parecia ser cronicamente doente”, disse Senneff, acrescentando que era possível ver as costelas de Jackson. “Ele estava muito pálido e abaixo do peso. Achei talvez que fosse um paciente terminal.”

Fonte: G1

Michael Jackson estava pálido, magro e parecia um paciente terminal? Jura? Ca…ra…cas…! Esse paramédico tem que ganhar o Nobel de Medicina.
Pelas minhas observações, o Michael Jackson só não apresentava esse aspecto antes de 1993, quando ainda não havia mudado de cor.

Mensagem navegação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *